sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Hoje conhecemos o pinguim, nosso mascote...

Hoje acordamos 8 hs, tomamos o café, e fomos ver o esquema para atravessar na balsa para Porvenir amanhã. Pegamos em táxi, e rumamos para a saída da cidade, próximo ao porto. O local aonde compra o ticket estava fechado, e fomos até a sede da empresa. Mudou o horário, pois a balsa saiu hoje às 10:30 hs. Como amanhã é sábado, vai sair às 15:30 hs... Mais um imprevisto, com estas balsas! Fazer o quê, vamos esperar aqui até amanhã, pegar a balsa, e dormir em Porvenir. No domingo chegamos em Ushuaia, mais cedo, tranquilos. Fiz a reserva para a balsa de amanhã, deixando os nossos nomes, e os modelos e placas das motos, e fomos para a zona franca, que é pertinho da onde estávamos. Aqui tem uma zona franca, vendem produtos importados, sem imposto, mais barato. Mas não gostamos nem um pouco. Lugar estranho, parece um porto, cheio de armazens, e mesmo sendo já passado das 11 hs da manhã, tudo ainda estava parado, muita loja fechada, meio derrubado o negócio aqui. Mesmo assim, como tínhamos tempo sobrando, esquadrinhamos tudo, andamos em quase todas as lojas, tinha até umas lojas de moto, mas só de motocross. Vimos muito sapatos e casacos, pois com este frio, começamos a repensar tudo, as nossas roupas... Mas não dá pra comprar quase nada, pois não cabe nas motos! Meio dia comemos um lanche rápido em uma loja muito grande de lá, e fomos ver um supermercado que tem lá tbm, tipo daqueles que tem de tudo. Depois pegamos um táxi e fomos para o hotel, já eram 14 hs. Aqui perto, tinha visto no mapa da cidade, tem uns museus, um regional e um da marinha local. Fomos lá conferir. Legal o museu regional. Uma casa antiga de uma família tradicional daqui, que fizeram história exportando lã, e negociavam com os índios Mapuches a sua matéria prima. Estes índios já dominavam o metal, até a prata, e eram bem mais desenvolvidos do que os nossos. Muito legal a casa, feita em 1873, mas precisa ver a estrutura, tinha água encanada, sistema de calefação, a cozinha era embaixo da sala de jantar (comedor), e a comida subia por um pequeno elevador. Coisa de europeu rico, aliás quase tudo na casa veio da europa. Depois fomos ver o museu da Marinha local, eles tem muito orgulho de ter dominado esta região, e mostram isto com muitas fotos, armas, barcos, etc...
Saímos e fomos correndo para o hotel, pois tínhamos marcado uma visita ao Seno Otway, visitar uma colônia de pinguins, às 16 hs, e já estava quase na hora. Afinal o bichinho é o mascote da nossa viagem... Graças a Deus o clima melhorou em relação a ontem, o sol abriu, mas o vento muito frio, acho que estava uns 15 graus no máximo, pra eles calor aqui, mas pelo menos tinha sol. A van atrasou, e chegou quase 4 e meia, cheia de gente, só cabia nós dois. Daqui até a pinguinera são 68 km, 1 hora de viagem mais ou menos, sendo uns 30 km de rípio. E um rípio bastante solto, achei perigoso, até pelo movimento intenso de carros, vans e ônibus. Chegamos lá, e adivinhem quem estava? Os italianos! Dois estavam de moto, aquelas motos menores, as F650GS, sem mala alguma, daquela mulher que já havia falado, acho que se chama Carola, e o pai dela junto, os dois de moto! Vai gostar assim de andar no rípio! Pagamos os $ 5 mil pesos chilenos pra entrar na pinguinera, e seguimos por uma trilha cercada por uma corda, o vento cortante no rosto. Colocamos luva e tudo, mas mesmo assim o vento muito frio ainda doía no rosto. Logo os encontramos, falamos um pouco e seguimos. Eles já estavam saindo. Disseram que iriam dar a volta por cima amanhã de manhã, mas alguns disseram que iriam na balsa até Porvenir tbm, junto conosco. Não entendi direito... Seguimos naquela trilha calçada com madeira, tipo um deck, e enfim começamos a ver os pinguins, muito bonitos mas pequenos, branco e preto, simpáticos e engraçados. Tinha pinguim pra tudo quanto é lado. Ali é um local aonde eles vêm todo ano, fazem a reprodução, chocam os ovos, esperam os filhotes nascer, e depois de 60 dias os colocam na água, e somem no mundo. Isto tudo começa em setembro, e vai até março. Tinha bastante gente lá, até um casal de brasileiros com a filha. Depois lá mesmo tomamos um café, compramos uns souvenirs, e saímos às 19 hs. Achei que tinha mais pinguim do que vimos, mas o guia nos disse que estavam no mar, caçando, e voltariam mais tarde, jurou que lá tem mais de 10 mil pinguins... e que tinha muitos nos ninhos, espalhados por lá. Foi legal, tiramos muitas fotos, valeu a pena!
Agora vamos aguardar até amanhã, pra pegar a balsa, e curtir mais um pouco Punta Arenas, que nem estava nos nossos planos tanto assim, mas é uma baita cidade, está valendo a pena.
Olhei a moto agora a pouco, coitada, é o primeiro dia que estamos dando descanso para elas! O meu pneu traseiro já está bastante gasto, o gomo comeu todo, está liso... Acho que vou trocar estes pneus em Ushuaia mesmo.
Abraços a todos e sigam conosco!

Capitinga ensinando o caminho na Zona Franca


Vista geral da pinguinera


Ponto de observação, perto da praia

Tudo sobre os pinguins



Agasalhados pois o vento estava forte!


O filhote é escuro e tem mais pelos

Mandei um cartão direto de lá...

7 comentários:

  1. ooo zorbinhas....td certo??
    vcs no frio e agente aqui em cg num calor danado...ontem deu uma tempestade que teve neguinho andando de jetsky nas ruas(www.midiamax.com.br) olhem as fotos ai...
    Muito legal os pinguins...e as barbas brancas tbm...parecem papai noel roliço..hahahaha
    Esperamos presentes dessas lojas....hahaha
    Saudades, bejo
    Guilherme e Tania

    ResponderExcluir
  2. Tartaruga Bundão disse...
    Rapaiz...a coisa ai ta ficando feia, lebra da frase..fazendo curso pra pinguim...é realmete vcs dois estão no meio deles...karaio.
    Blz...estamos torcendo por vcs a meta esta quase....boa viagem...avisa o capitinga que o apelido dele aqui agora é papai noel gay, o Glauco esta com muita iveja...isso vai dar problema kkk.
    O Gaudêncio devia ter ido na viagem com o armario novo dele...pelo menos vcs teriam lugar pra guardar os casacos e presentes novos...kkkkk

    ResponderExcluir
  3. ACHEI LEGAL A AÇÃO DO CAPETINGA, INDICANDO O CAMINHO PARA A ZONA FRANCA, SÓ NÃO CONSEGUI IDENTIFICAR QUAL ERA O CAPETINGA ENTRE OS TRES.....RSSSS........OUTRA VI MUITO PINGUIM NAS FOTOS INCLUSIVE DOIS QUE CONHEÇO DE CAMPO GRANDE MAIS ENCOLHIDO QUE OS PINGUINS.......CONTINUEM COM SUCESSO NA VIAGEM VÃO COM DEUS E NOSSA TORCIDA..............ABRAÇOS .....CASAGRANDE

    ResponderExcluir
  4. E ai pai!
    Vcs aí no frio e ajente morrendo de calor,estou ansioso pela sua chegada, estamos todos rezando por vc!

    ResponderExcluir
  5. Márcio e Capitinga.
    Parabéns pela viagem. Ainda bem que esta quente por aí, pois eu pequei nevasca e - 10 graus. Andava meia hora de moto e meia hora parado nos pontos de onibus se esquentando...
    Falta pouco para alcançar o objetivo de vocês - USHUAIA.

    ANTONIO -

    ResponderExcluir
  6. Márcio e Capitinga.
    Oh, seu molengas!!! O que é 17º? Tá calor, começa esfriar depois do -1º, vcs larga a mão de serem moles, uma blusinha leve resolve, nem precisa casaco. Vcs não perceberam que esta época do ano é tão quente que os pinguins utilizam para procriar e criar os filhotes. Oceis são é mole mesmo.
    Belas fotos.
    Paranbéns.

    ResponderExcluir
  7. Ê Parente!
    Qdo voltar pra Big Field vc já pode arranjar uma vaga de guia de turismo para a zona franca de Ponta Porã. Lá pelo menos não é frio como aí.
    Ô Márcio, e os roncos do Capitinga?
    Forte abraço pra vocês.
    Lu e Dantas

    ResponderExcluir

Olá! Faça aqui o seu comentário!

Quem sou eu

Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brazil
49 anos, casado, zootecnista, empresário e motociclista.