sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Ontem & Hoje: Balsa, Frio e Ruta03

ONTEM:
Acordamos bem cedo em Cerro Sombrero, e às 7 da manhã já estávamos com tudo arrumado e prontos pra sair. Tomamos o desayuno do hotel, servido por um senhor, uma figura, ele cuida sozinho do restaurante do hotel, e faz tudo ele mesmo. Na noite anterior, jantamos lá, até porque não havia outro lugar... Pra começar, a "cena" (janta), é das 20 às 21 hs, e fim de papo! É ele quem manda aonde vc deve se sentar, e o menu não tem escolha: é sopa e depois frango com arroz. Tomou a sopa, lá vem ele à jato e tira o seu prato. Alguns segundos após, lá vem ele com o outro prato. Acabou, ele põe a sobremesa (Postres), um pudim de cebola com uma geléia em cima. Se quiser, come, senão, pode ir embora. O Capitinga, sempre fica escolhendo, quer uma "ensalada" e tal, não teve alternativa, teve que comer o que tinha! Pensa num garçom "sistemático" aquele! hehehe! E no café da manhã mesma coisa. Já sentamos, na mesma mesa é claro, ele nos serviu ovos mexidos, leite com café já na xícara, e um pão com manteiga e geléia. E fomos embora! Saímos do hotel tava um frio danado, a temperatura mais baixa que pegamos nesta viagem, estava marcando 7 graus na moto, e ventando! Mas estávamos bem preparados, com tudo o que tinha direito, duas luvas, balaclava, forros, segunda pele, etc... O aquecimento de manopla da GS nestas horas é muito bom! Andamos os 50 km até a balsa, em uma estrada de concreto, aliás nesta parte do Chile as estradas são quase todas feitas de concreto, acho que por causa da neve. Tinha uma fila grande de caminhões, só caminhões. Nada de carro pequeno, nem pessoas. Acho que a balsa tinha feito alguma viagem na noite anterior, e havia levado as pessoas e alguns carros menores. Paramos bem na frente da fila, os motoristas dos caminhões todos dormindo, afinal ainda era bem cedo. De longe vimos algo vindo, não dava pra ver bem o que era. Era a balsa mesmo, e quando encostou, imediatamente todos os caminhões deram partida nos motores, e começaram a se movimentar. Nem chegaram a amarrar a balsa nem nada, já foi entrando caminhão, achei que caberia uns 6 a 8 no máximo. Couberam 12! Por último, quando não cabia mais nenhum, entramos nós, e ficamos em um lugar separado, atrás. Como nem amarraram as motos, ficamos lá segurando-as, e não deu pra subir e ver o canal. A balsa balançou um pouco, e não deu 20 minutos já chegamos. Lá a travessia é muito rápida, pois é bem mais estreita a passagem, do que de Punta Arenas a Porvenir, que durou 2 horas. Logo chegamos na aduana Chilena, pra sair do Chile pela última vez nesta viagem. Quando estávamos chegando, vi um monte de moto vindo do outro lado, no sentido contrário. Eram acho que 13 motos, do pessoal dos GlobeBusters Motorcycle Expeditions (www.globebusters.com), empresa inglesa, que organiza viagens de moto pelo mundo todo. Já havia lido algo a respeito deles. Eram na maioria americanos, e me falaram que estavam dando a volta ao mundo, e fazendo agora a etapa da América do Sul. O fundador, Kevin Sanders, estava lá, falei com ele um pouco, trocamos adesivos, fotografei as motos, todas bigtrail e a maioria BMW, com uma van de apoio, mas que não leva a bagagem, só alguns pneus, e socorro caso necessário. Este pessoal é profissional, e muito organizado, e rodam o mundo todo, em várias expedições. Tem um cardápio de viagens, ao gosto do freguês, mas um pouco caro, é claro, para europeu pagar, em libras. Logo depois chegaram tbm dois brasileiros, andando de Falcon400, de Indaiatuba/SP, que tbm iam até Ushuaia. E o frio batendo nos 11-12 graus, com muito vento. Saímos, andamos uns 500 metros, e chegamos na aduana argentina, agora para entrar, foi mais rápido, e lá tbm tinha 2 americanos, que não tinham nada a ver com o pessoal dos Globebusters, apenas dois amigos, indo para Ushuaia, com uma Honda Transalp700 e uma GS650G. Conversamos um pouco tbm, me pediram o melhor caminho entre Cerro Sombrero e San Sebastian, e seguimos viagem. Logo chegamos em Rio Gallegos, sob uma garoa fria. É uma cidade muito boa, grande, e paramos em um posto Petrobrás, já na saída, para abastecer e almoçar, pois já era passado das 11 hs. Comemos um lanche, liguei para o meu querido pai, pois é o dia do aniversário dele, tomamos o tradicional café "chico", e saímos. O tempo deu uma limpada, mas ameaçando chuva. O Capitinga colocou capa, mas eu resolvi arriscar e não coloquei, pois era muita roupa para frio, e além disto já tinha "esquentado" um pouco, para 15 graus. Acertei, pois a chuva foi embora e só pegamos tempo bom. Na saída de Rio Gallegos, vc anda uns 30 km e tem o trevo para El Calafate. Antes, a polícia local nos parou, enrolou, pediu passaportes, anotou as placas das motos, e nos liberou. Pegamos a saída da direita, rumo ao norte, ruta03. Tocamos uns 230 km sem parar, até o primeiro posto, em uma cidade que não me lembro o nome agora. Lá tinha mais umas 5 motos paradas, de brasileiros, de Curitiba, acompanhados por um carro de apoio, do Alberto, que participa dos BMW Riders tbm, como eu, e não deu pra vir de moto. Abastecemos, e recebi uma saraivada de perguntas a respeito da estrada, balsa, rípio, greve, etc... Eles estavam seguindo para El Calafate, para depois descer por Puerto Natales, Punta Arenas e Ushuaia. Mas com esta greve, não sei como farão! Fiquei sabendo agora que tem 1.500 turistas "presos" em Puerto Natales, que não podem sair de lá, por causa da greve, e além disto, os piqueteiros não deixam nem os restaurantes servirem comida a eles! O negócio ficou feio! Saímos de lá na hora certa! Mais uma acertada!
Seguimos viagem, encontramos muitas motos descendo, um casal de Crisciúma em um posto voltando de Ushuaia, outro casal em outro posto, de São Paulo, descendo, e fomos tocando. Houve um acontecimento engraçado. Não sei bem que hora era, talvez umas 4 ou 5 da tarde, eu ia na frente, a estrada com manutenção, estão recapeando umas partes, e de repente, em uma lombada, uma placa: DESVIO, para a direita, em uma estrada de rípio, ao lado do asfalto. Mas parecia que o asfalto estava liberado. Não deu pra ver direito, era uma lombada, e na dúvida, entrei no tal desvio, e o Capitinga atrás. Andamos uns 500 metros, e já comecei a ver os carros passando no asfalto! hehehe! O Capitinga, brabo, voltou na hora, mas eu acho que gostei tanto do rípio, que continuei, pensando: isto deve acabar logo ali. Mas demorou. O Capitinga voltou, me passou pelo asfalto buzinando e acenando, e só depois de uns 1500 metros é que fui entrar de novo na estrada! Vai gostar assim de rípio pra lá, disse ele no posto! hehehe! No total andamos ontem 830 km, e resolvi dormir em Caleta Olívia, de tanto ouvir falar mal de Comodoro Rivadávia, hotéis caros, etc... Foi bom, ficamos no Hotel Robert, pagamos $ 340 pesos em um quarto duplo, hotel meia boca. Tomamos um banho e saímos, abastecemos as motos, calibrei os pneus, e fomos comer um bife de chorizo em um restaurante, acompanhado de uma Quilmes de litro, aliás fomos muito mal atendidos. Mas o bife estava ótimo! Voltamos para o hotel já era quase meia noite, e fomos dormir. Eu gripado, estou tomando o Resfenol, que dá muito sono, por isto só tomo à noite, antes de dormir, e apago, nem escuto o ronco do Capitinga! O clima já esquentou um pouco, mas estava friozinho à noite, 16-17 graus.
Na aduana, de novo...

O rípio "bom" até Cerro Sombrero

A Hosteria em Cerro Sombrero

Olha a balsa lá, gente!

O Capitinga já fez um amigo na balsa!

O pessoal dos GlobeBusters

Olha uma Teneré660

Vimos muita gente de Falcon na estrada

Globebusters - são bem estruturados

HOJE:
Como o trecho de hoje era pequeno, só 520 km até Puerto Madryn, acordamos um pouco mais tarde, 7 e meia, arrumamos tudo, tomamos o café e saímos da cidade eram 9 hs. Após passarmos 70 km da pura patagônia, e várias bombas extratoras de petróleo, chegamos em Comodoro Rivadávia, uma cidade muito grande, me impressionou pelo tamanho, e achei muito bonita e arrumada. Mesmo tendo andado pouco, paramos para abastecer, pois o próximo posto era somente a 230 km à frente. Saímos, o clima começou a esquentar, no início estava até frio, 17 graus, depois subiu para 19-20 graus, mas com muito vento, vindo sempre do lado esquerdo, do oeste. Estávamos com forro nas roupas, e segunda pele, pois não queríamos arriscar a passar frio na estrada. Qualquer coisa tirávamos os forros no caminho. Este é o procedimento mais correto, ir "descascando" a roupa, é bem mais fácil do que colocar. Andamos 170 km pela ruta03, a paisagem a mesma, estepe patagônica, de vez em quando uns guanacos, e carneiros. Paramos em um posto YPF da rede ACA (Automóvel Club Argentino), e não tinha gasolina. Mas tinha acabado de chegar o caminhão, e ia demorar cerca de meia hora pra liberar, isto fora a fila de carro esperando. Seguimos, pois recebemos a informação que a mais 50 km havia outro posto. E havia mesmo. Paramos lá, havia um painel de vidro com um monte de adesivos de viajantes de moto, do Brasil inteiro. Vi adesivo de tudo é que clube, e lógico colei o nosso lá, da viagem e o da Confraria tbm. Aliás, sempre é bom levar adesivo nestas viagens, pois todos nos pedem, e vc sai marcando território por aonde passa! Os meus já estão quase acabando! Havia gasolina, mas limitado a somente 50 litros por carro, e somente a Premium, melhor e mais cara, a $ 3,96/litro menos de R$ 2,00! O Capitinga aproveitou e colocou os 10 litros que ele está carregando no galão deste Puerto Natales no tanque da moto dele, e completou. Eu não quis abastecer, novamente me aproveitando da enorme autonomia da minha moto, e ainda andando a 130-140 com o vento de vez em quando à favor, as motos estão fazendo 15 km/l. Saímos para fazer os 200 km restantes. Passamos por Trelew, aliás uma cidade muito boa, que fica somente a 55 km de Puerto Madryn. Me lembrei na hora do meu xará, o amigo e agora deputado estadual Marcio Monteiro, que disse que tem um cunhado que mora ali, e que já esteve ali algumas vezes. Inclusive estão duplicando a rodovia entre as duas cidades. Já estávamos pertinho do litoral, e já dava pra ver nos postos, o pessoal com roupa de praia, a moçadinha, e nós com frio! Chegamos em Puerto Madryn cerca de tres e meia da tarde, entramos na cidade, muito bonita e charmosa, fica na beira do oceano atlântico. Ia procurar hotel no GPS, mas fomos andando, e vi na beira mar um hotel que parecia interessante, chamado Pirén, e paramos ali mesmo. Tinha quarto, fizeram um pouco de charme quanto a vaga no estacionamento, mas no fim deu certo. Cobraram $ 400/quarto doble, cerca de R$ 200,00 mas o hotel vale a pena, e fica bem no centro, perto de tudo. Vai aqui mesmo. Agora deu pra atualizar o blog, aliás neste retorno vou atualizar a cada 2 dias, pois como todos sabem, a empolgação da ida é a melhor, e no retorno já não é a mesma coisa. Se bem que ainda temos mais 1 semana de viagem até chegar em casa. Está tudo indo muito bem. O clima hoje maravilhoso, sol aberto, nada de chuva até agora. As motos, impecáveis, só abastecer e nada mais. A saúde boa. A gripe que me pegou está sob controle. Enfim, como sempre, as orações de todos continuam nos ajudando, e Ele segue conosco! Um grande abraço, e sigam conosco!

As infindáveis retas da ruta03

Tamo chegando!

Ali tem alguns adesivos...

Capitinga e o galão chileno dele...


Estou levando um pinguim de carona, desde Punta Arenas...

Marcando território... Olha a Confraria ali!

Casal de Três Lagoas, estão indo de carro pra Ushuaia

Olha a vista do nosso hotel!

15 comentários:

  1. Fala Galera!!!!!
    Tô lembrando daquele garçon sistemático. Parece aqui em casa! Não posso comer nada, eh eh eh !!!!
    Que legal que vcs já estão "pertinho" de casa. "Quase" chegando!
    Tamo esperando vcs. Calma, hein.
    Dantas

    ResponderExcluir
  2. Belas fotos. Tô aguado por não ter ido.
    Quem sabe na próxima.
    Continuamos na garupa, e torcendo por vcs.
    Que Deus continue iluminando os seus caminhos.

    ResponderExcluir
  3. Marcio e Capitinga...vcs me pediram uma ajuda lá pra Ushuaia mas não deu tempo de ver...viajei esses dias...bom que conseguiram achar taller e gomeria...eu iria sim é dizer um lugar para NÃO irem....teve um mecanico borracho (bêbado) que fez uma lambança na minha KTM...resultado...andei com óleo novo e velho de marcas diferentes misturado por uns 2000 kms indo até El Calafate e depois retornando a Rio Gallegos, só conseguindo fazer a troca por lá!!!

    ResponderExcluir
  4. Alessandra Duailibi15 de janeiro de 2011 04:18

    Caros amigos, que bacana a viagem estar caminhando super bem, probleminhas aqui e ali fazem parte, he, he. O blog está 10, leio todos os dias e acabo viajando junto com vcs. Continuem a aproveitar muito, tenham cuidado sempre, Deus continue a guiá-los. Abraços, Ale.

    ResponderExcluir
  5. Fala MÁRCIÃO, fala CAPITIVA! Q bom deu td. certo aí...e voltaram a rodar!
    Viajo c/ vcs. todos os dias pelo BLog! Tá 10!
    Carneiro e leitoa estarão esperando por vcs.!
    Já tá encomendado!
    Q DEUS continue os abençoando e guardando!
    Ótimo retorno.
    Grande abço. Sisti.

    ResponderExcluir
  6. É isso aí Dantas. Qualquer hora destas vc tem que fazer uma destas!
    Tio Gaudêncio, eu te chamei diversas vezes, intimei, requisitei, mas nada... Falei que vc tinha que ir nesta... Agora não adianta, ficou aí nesta chuvarada, sem fazer nada, poderia ter vindo... hehehe... Mas se vc quiser, vou de novo com vc, meu véio!
    Adriano, é engraçado como eles ainda não estão explorando este filão das motos lá em Ushuaia, pois é tanta gente indo! Ninguém sabia dizer aonde deveríamos ir. Depois, o amigo Fernando da Tiger 1050, que foi lá ano passado, nos indicou um tal de Pablo Motos, mas já tínhamos feito tudo. A gomeria Marysol fez um bom trabalho na minha moto, não tenho o que reclamar.
    Alessandra, obrigado por estar sempre conosco, grande abraço!
    Graaaandeee Sisti, ou "Xisto" como diz o Museu... Este é o cara, meus parabéns atrasado, meu amigo! Sempre viajando, nas zooropa... Carneiro e Leitoa? Vixe! Já estamos redondos de tanto comer, este Capitinga é sistemático, tem que "jantar" todo dia, e isto fora as Quilmes antes... Chegando aí é regime na certa! Mas abriremos uma exceção, é claro, para comemorar com os amigos, na chegada! Grande Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Belas fotos Marcião, relatos melhores ainda, tão real que ja posso dizer que fui até o fim do mundo na garupa de dois amigos (Marcião e Capitinga)continuo ai irmaõs, boa viagem!Todinho

    ResponderExcluir
  8. Adorei o pinguim na sua moto!!vo roba hehehe, o lugar é lindo hem, que Deus acompanhe vcs bjoo Izadora

    ResponderExcluir
  9. Xu, a lua mesmo longe da terra continua brilhando e eu longe de voce continuo te amando.
    nao vejo a hora de chegar sabado pra te ver estou com muitas saudades. estamos aqui so na conversa ... ja e meia noite bj te amo luiza

    ResponderExcluir
  10. nelson, marcio vcs nao acham que estao demorando muito . nelson nao vejo a hora de vc chegar e te dizer VAI CUIDAR DA SUA VIDA...ABCS MARCIA TOYOTA

    ResponderExcluir
  11. Oi, pessoal, tbm estamos com saudades de todos, e daqui a poucos dias estaremos juntos aí.
    Todinho, torcemos pela sua pronta recuperação na cirurgia.
    Família, sigam conosco, torcendo, que logo estaremos aí, e faremos vários churrascos. Marcinha, abraços!
    Agora vamos dormir que amanhã tem trecho...

    ResponderExcluir
  12. Olá Marcio...
    Este retorno pela RN-3 é bem rápido né? curtam bastante pq depois é só saudade.
    Abraços e melhoras da gripe.

    ResponderExcluir
  13. Oi Marcio somos o "outro casal em outro posto, de São Paulo" citado por vc, o dos chaveiros do Dakar, lembra? Parabéns pelo blog! Made seu e-mail para enviar-lhe nosso álbum, ok? Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Ola' amigos!!
    I'm nicola the italian guy (GS adv allblack)that you met in porvenir and the followig day in Ushuaia,i wanna thank you again for the T-shirt and 'hope see you again with your bikes here in europe.If you want visit our forum (GSriders)i'll be very glad!!
    http://www.gsriders.org/public/index.php
    My Nname inside here is BOBO
    Ciao

    ResponderExcluir
  15. Grande Marcio. Muito obrigado pela ajuda que vem nos dado. Esta bem mais facil assim. Valeu muito ter acompanhado antes os seus relatos tambem.
    Acabamos nao dormindo em La Junta, tivemos que partir p/ reparar o pneu furado. La nao havia gomeria. Estamos em Puerto Aisen. Vamos seguir agora em direcao a cochrane p/ pegarmos o paso Roballos rumo a B caracoles. Provavelmente ainda dormiremos na carretera hoje.
    Vi seu adesivo colado naquele posto de La junta.
    Valeu mesmo.
    Abracao p/ voce.
    Carlos.

    ResponderExcluir

Olá! Faça aqui o seu comentário!

Quem sou eu

Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brazil
49 anos, casado, zootecnista, empresário e motociclista.