quarta-feira, 18 de junho de 2014

Dias 3, 4, 5, 6 e 7: 1060 km rodados de Paraty a Diamantina! Estrada Real completa!
Saímos de Paraty 8:30 hs como combinado. Logo que saímos dei de cara com um grupo de 6 motos, 4 Harleys e 2 Big trails, com casais do Rio de Janeiro. Seguimos à direita rumo ao Rio de Janeiro/Angra, pela BR-101, à beira mar. O nosso grupo se misturou com eles por um tempo, e fomos por aquela linda estrada. O tempo bom, mas logo fechou um pouco, parecendo uma neblina. Seguimos por 84 km até a saída para Rio Claro. Ali começaram as curvas, e subimos a serra. Passamos por túneis de paralelepípedos, uma estrada realmente muito bela! Passamos por dentro de Volta Redonda, e abastecemos em Santa Rita de Jacutinga, depois de 3 horas e 248 km rodados sem parar. Almoçamos já em Minas Gerais, bem na divisa de estado, em um simples mas muito bom restaurante típico, comemos à vontade por R$15,00/pessoa. Depois seguimos, subindo cada vez mais. Em Andrelandia o Maluf, o Osmar e o Janio se separaram do grupo, e foram para Carrancas, aonde um amigo do Maluf os esperavam em uma fazenda, após 44 km de estrada de terra. Eu e o restante do grupo fomos direto pelo asfalto, chegando em Tiradentes às 16 hs. Nos perdemos dentro da cidade, o GPS não achava o endereço da pousada NEUZA BARBOSA, mas depois de muitas perguntas e pára-pára deu certo! Muito boa a pousada, quartos grandes e o típico atendimento mineiro, muito bom! Ficamos por lá, tomando umas cervejas, sauna, e à noite fomos jantar em um restaurante em frente à praça das Forras. Achei Tiradentes desanimado, triste, com tudo quieto e parado. À noite fica muito frio, e depois da janta fomos de volta para a pousada dormir, sempre à pé, pois não compensa ficar andando de moto por ali...
Na segunda, saímos de Tiradentes ás 9:00 hs. O percurso de hoje é curto, só 170 km, com passagem em Congonhas e depois Ouro Preto. Ali é a legítima Estrada Real, a original. Tem muitas placas, e paramos pra tirar fotos muitas vezes. Chegamos em Congonhas, fomos direto na basílica aonde estão expostos os profetas do mestre Aleijadinho. Ficamos lá por quase 2 horas, muitas fotos, compras, etc... Depois seguimos para Ouro Preto, na mais bonita estrada e um dos pontos altos da viagem, que fica entre Ouro Branco e Ouro Preto. Chegamos em Ouro Preto às 15 hs, sem almoço, e todos com fome. Direto pra pousada MINAS GERAIS, bem perto do centro histórico, naquelas ladeiras de Ouro Preto.
Fomos para um bar na praça central, e ficamos lá até a hora do jantar. Jantamos, hotel, e cama. MUITO frio! Não deu tempo de ver quase nada, pois quase tudo estava fechado, por ser segunda-feira.






Saímos 8:00 hs do hotel. De manhã estava marcando 14 graus, e muito sereno, parecia uma chuva. O dia é puxado, quase 500 km até Diamantina. Saímos por Mariana, e seguimos pela Estrada Real até Santa Bárbara, aonde pegamos para Itabira, para sair fora dos trechos de off-road. Paramos logo após Itabira, para o café e algumas fotos em um marco da ER. Depois seguimos até Ganhães, aonde almoçamos. Estas estradas são muito bonitas e cheias de curvas muito boas. Asfalto bom, estrada boa, e ainda acompanhado de bons amigos, são os ingredientes para uma ótima viagem! Depois passamos por Serro, e enfim chegamos em Diamantina, exatamente na hora do jogo do Brasil x México. Eu fiquei pra trás, e tentei filmar alguns amigos com a Contour, mas só consegui alcançar o Saliba, Marcel, Ricardo e Gaudencio. O restante foi impossível. Fomos para o hotel TIJUCO, bem no centro da cidade, aonde já tinha ficado da outra vez, com a família, em janeiro/2014. Durante o jogo fui para o quarto - agora quase todos em quartos separados - trabalhar um pouco e colocar os emails em dia. À noite fomos jantar no centro da cidade, dá pra ir à pé. Estava havendo bastante movimento, devido ao jogo do Brasil, muita gente na rua.



Hoje acordamos mais tarde, e combinamos de nos encontrar no café às 8:30 hs, para depois andarmos pela cidade. Fomos visitar Diamantina, patrimônio cultural da humanidade. Fomos em vários pontos turísticos, igrejas, museus, etc... Voltamos para o hotel às 11 hs, pegamos as motos, e fomos visitar o parque Biri-biri, aonde ficam as cachoeiras. Muito legal esta parte da viagem, uma estradinha de terra, 12 km só, valeu a pena demais ter ido! Almoçamos por lá mesmo, e depois voltamos para o hotel, banho e já arrumar as coisas para sair amanhã cedo.
Amanhã o grupo se separa, metade volta para Campo Grande, dormindo em Uberlandia, e a outra metade segue para outro destino, o encontro do VMAS, em Boa Esperança/MG.
Abraços e em breve volto a postar o final da viagem!






sexta-feira, 13 de junho de 2014

13 homens e 1 destino... E segue o trem!

Ontem, 12/junho, quinta-feira, Campo Grande - Araçatuba, 470 km rodados:
Saímos mais tarde ontem, eu e o Meneis. Dos 13, ficaram pra trás só nós dois. Saímos 10:22 hs do postinho, chegamos 11:50 em Águas Claras. Um vento contra muito forte, as motos fizeram 13,5 km/litro! Abastecemos, banheiro, comemos um bife na chapa e seguimos, agora direto até Araçatuba (280 km). Gastamos 40 minutos nesta parada. Achei muito, mas é isto mesmo. Demorou por causa do lanche. O vento diminuiu e as motos começaram a ficar mais econômicas. Estava bem quente, batendo nos 32 graus. O cansaço começou a querer aparecer, bem quando chegamos em Araçatuba, nosso destino do dia. O pessoal todo já estava lá, a mais de hora. Quase tiveram pane seca, o tio Osmar estava na frente e não viu o posto antes de Andradina, tiveram que ir de Água Clara até quase Araçatuba sem abastecer... kkk...
O jogo do Brasil estava pra começar, a estréia na copa, contra a Croácia. O clima desta copa está muito ruim, quase todos que eu conheço não querem nem que o Brasil ganhe, devido o caos que está no país, e ainda com toda esta roubalheira que está acontecendo! É pra acaba! Ganhamos de 3 a 1, com um pênalti roubado, mas tudo bem... Depois do jogo ainda fui baixar uns emails e trabalhar um pouco. Saímos pra comer, fomos no Bola 7, tem aquele cupim casquerado, muito bom, e barato. Lá pelas 21:30 voltamos pro hotel pra descansar. Lá chegando fomos recepcionados pelo Janio, já mamado com um copo de wisky na mão, tava muito engraçado... kkk! Fiquei um pouco ali, e fui dormir. O pessoal ainda ficou conversando até quase meia noite. Combinamos de sair às 8:00 hs impreterivelmente.
No postinho, saída de Campo Grande


Pessoal animado vendo o jogo do Brasil...

No Bola 7, jantar.
Hoje, 13/junho, sexta-feira, Araçatuba - Jundiaí, 510 km rodados:
Acordei 6 hs, banho, café, vestir roupa de viagem, arrumar moto, pagar conta e esperar a turma. Saímos na hora, certinho. Primeira vez com todos juntos agora. Peguei uns trocados de todos, pra pagar o pedágio, e fui na frente. Estava friozinho, bem agradável, uns 20 graus. Pista dupla, só reta, uma viagem sem graça e monótona. Fomos de pedágio em pedágio, aquela fila de motos. Paramos em Bauru pra abastecer, no posto Graal (190 km). Depois fomos por Jaú/Brotas. A turma meio que se perdeu ali, mas nos encontramos logo à frente. Sempre motivo pra dar risadas... Paramos novamente na rodovia dos Bandeirantes (240 km), em outro Graal. Aliás deviam fazer mais destes postos no Brasil todo! É um exemplo de qualidade em tudo, apesar do preço relativamente mais alto em tudo. Um almoço simples sai por uns R$50,00/pessoa. Saímos lá fora, enrola um pouco, e vamos em frente. Mas... Cadê o Jânio?! O baixinho sumiu, ninguém achava... Foram procurar, quando o Maluf perdeu a chave da moto, mas logo achou. Mas... Cadê o pitiço? Depois de uma meia hora procurando, acharam ele dormindo em um canto, curando a ressaca... kkkk! E seguimos em frente, agora o Marcel na frente, pois é a casa dele, que nasceu em Jundiai e os pais moram lá. O hômi ficou doido na frente, e andou forte! Fiquei na culatra, e tinha hora que tive que andar a 180 pra alcançar a turma! Se tiver multa, o Marcel vai pagar! kkkk! Paramos por uma meia hora no shopping Serra Azul, eu aproveitei pra abastecer, comemos umas frutas, vimos uma loja de acessórios para motos (Sacramento Store), aliás muito boa, e seguimos para o hotel (Intercity Express Jundiai, R$190/quarto duplo). A turma está espalhada, alguns no quarto, outros na piscina, descansando. Mais tarde vamos jantar no Vesúvio, com a família do Marcel. Amanhã vamos direto a Paraty, acho que a viagem vai começar de verdade, o início da Estrada Real, caminho velho. Uma pena, a estrada Paraty - Cunha não está passando, em reformas, vamos ter que dar a volta. Vou postando as notícias, assim que puder.
Abraços e continuem conosco!

Hoje cedo na saída do hotel Mariá

No Graal em Bauru/SP

Almoço no Graal da Rod. dos Bandeirantes

No Shopping Serra Azul, frutaria TOP!

quarta-feira, 11 de junho de 2014

E vai sair o trem!

Semana MUITO curta, e ainda inventei de viajar a trabalho na segunda... Chegada ontem de madrugada, moto "meio" arrumada, será que a bateria tá boa? Vixe lembrei agora! Já foi... Qual hotel eu já paguei, e qual tenho que pagar? Sei lá! Ah, deixa pra hora lá... O presidente ficou de pegar os vouchers. O clima tá bom, nada de chuva se Deus quiser. Poderia ser pelo menos até outubro, aqui no Centro Oeste. Já me ajuda muito a vender sal! rsrsrs...
Um já saiu hoje (Sá?!), e a maioria sai amanhã. É um bando de à toa mesmo, e fico eu aqui com serviço e correria doida! Ainda bem que a Kawa tá ajudando e vai deixar o tio pra trás pra ir comigo. Tem males que vem para o bem... Nada mais verdadeiro!
É engraçado que apesar de planejar e termos tempo pra ver tudo antes, sempre fica alguma coisa pra trás. Parece que vamos esquecer alguma coisa. Viagem "pequena", a gente relaxa mais ainda.
A ansiedade de sempre, antes da saída, mas quando se está na estrada, tudo muda, não tem igual.
E vamo que vamo!
Fiquem atentos, que a saga vai começar! 13 motoqueiros e um destino:
A Estrada Real!
Abraços!
Será que vou ver este?

Um dos muitos marcos da ER

Serra do Espinhaço em Diamantina/MG

Quem sou eu

Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brazil
49 anos, casado, zootecnista, empresário e motociclista.