segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Chegamos em Salta!




Bem amigos, gostaria primeiro de agradecer algumas pessoas. Em primeiro lugar a minha família (Esposa e filhos), que sempre me apoiaram, e estao torcendo por mim. Em segundo lugar os amigos, mas principalmente os meus companheiros de viagem Hilton e Gaudencio, pela força e apoio desde o início do projeto da viagem, em novembro. Acho que depois desta viagem juntos, a nossa amizade vai crescer muito e nunca mais esqueceremos tal experiencia. Sem viadagem, hem! Rsrs! Gostaria também de lembrar e agradecer os comentários do meu grande amigo Jardim, que só eu sei o quanto queria fazer esta viagem, mas infelizmente nao pode desta vez. Jardim, fica frio que nós ainda vamos fazer tudo de novo!
Bem, mas vamos ao que interessa, ao dia de hoje! Ontem à noite, em Resistencia, saímos pra comer alguma coisa, à pé mesmo, pois o hotel é em frente à praça principal, bem no centro da cidade. Fomos até uma "Hamburgeria" procurar um lanche, depois de tomar aquela cerveja Quilmes de litro, é claro! O Hilton já tinha tomado uma na frente do hotel, e achou caro ($10), e o cara do hotel disse que cobraram caro porque sabiam que era brasileiro! Na Hamburgeria estava $12! Sempre que falo em gastos aqui na Argentina, falo em pesos, sendo que um peso equivale a R$ 0,738. A cerveja tava muito cara! Quanto estávamos comendo, chegou o pessoal de SP, que vimos no restaurante em Posadas. Eles atrasaram, pois o cara da Buell Ulisses, ficou na mao. A moto parece que estourou a transmissao, e tiveram que contratar um caminhao de arroz no meio do Chaco, pra levar o cara e a moto de volta pra Posadas, e dali pro Brasil. Pra ele a viagem acabou ali. Mais uma decepcao com a Buell! Ficamos conversando até quase meia noite (22hs no MS), e fomos dormir, exaustos. Cheguei no hotel e dei falta do meu pendrive, aonde estavam todas as planilhas da viagem. Esqueci no computador do hotel, e roubaram! Fiquei um pouco chateado, pelo tempo perdido, mas td bem! No outro dia acordamos cedo, às 05:30 hs horário local (03:30 hs MS), pra pegar o trecho cedo, enquanto ainda é mais fresco. Afinal eram quase 900 km até Salta! Este fuso horário deles é maluco! Eram quase 8 hs da manha e ainda tava escuro! E o melhor: muito fresco, quase frio demais! Cheguei a fechar a minha jaqueta, que é quente, e ligar o aquecedor de manopla, até quase 9 hs da manha! Vai entender!
Saimos de Resistencia às 7 da manha, totalmente escuro, à noite mesmo!
O Hilton ficou louco e foi na frente, tocando firme, e a viagem rendeu bem. Quando fizemos a primeira parada, a 160 km (Pres. Roque Sainz Pena), eram 8:30 da manha. Hoje foi talvez o melhor dia da viagem até agora, contrariando a expectativa ruim que nós estávamos prevendo. Pois dali pra frente a viagem cresceu, sem calor pra incomodar, até a parada para o almoço (lanche), em Pozo Quemado, a 430 km de Resistencia. No GPS acusava que faltavam "apenas" 370 km até Salta, totalizando 800 km! A rota ficou mais curta! Aí relaxamos, e fomos comer. Comemos um baita lanche, e ficamos quase uma hora por lá. Quando chegamos, encontramos outra turma de SP, e o cara da Harley, juntos. Eram 3 VStrom, 1 Bandit, 1 TDM900 e a Harley do cara. Conversamos um pouco e eles já foram embora. Disseram que iriam dormir em Purmamarca. Saímos de lá, e aí a coisa esquentou, pois já eram quase 13 hs. O calor veio forte (39 graus na moto), eu guardei a minha jaqueta no bauleto e fui de camisa de manga comprida. Levamos duas "mordiditas" dos malditos guardas, que simplesmente te param, disfarçam um pouco com os documentos (CNH e documento da moto), e pedem uma "contribuiçao". Demos $4 eu e o Hilton, cada um, o que equivale a menos do que R$ 3,00. O Tio Gaudencio carteirou e nao quis contribuir! Tá certo ele! Mas vai pagar a cerveja hoje pra compensar! É revoltante a tranquilidade dos caras, e a cara de pau. Também, no meio do nada, fica difícil! De Resistencia até Joaquim V. Gonzales, sao mais de 600 km, em retas intermináveis, e cidadezinhas que nao tem nada, só posto de gasolina (ainda bem), e algumas casinhas. É feio, e muita pobreza. A estrada até que é boa, mas nao tem acostamento. Imagine a estrada de Miranda a Corumbá. É daquele jeito, só que melhor. Daria pra andar bem, o tempo todo, se nao tivesse muito bicho solto (Cabrito, cavalo e cachorro). Quase pegamos um cachorro, que correu atrás da minha moto, e sobrou para o Hilton e o Gaudencio, que vinham atras! Mas foi tudo bem. Depois disto o Hilton ainda aniquilou 2 pombas, que ficam aos bandos, na beira da estrada! A gasolina na Argentina custa em torno de $3 o que equivale a R$ 2,20/litro. Só que pura, sem álcool, com 95 octanas, igual a podium, chamada por aqui de Super. Tem ainda uma chamada Premium, que custa $3,50 e uma comum, mais barata, que cheguei a ver por $2,55 em alguns postos. É muito mais barata que no Brasil! A minha moto começou a fazer 17 a 18 km/litro, com esta gasolina, andando de 120 a 140 km/h. Assim a autonomia dela passa de 350 km tranquilo, e vai dar pra passar de Susques a San Pedro sem precisar levar gasolina reserva. Mas vamos ver ainda! Quando passou Taco Pozo, acaba o Chaco e começamos a enxergar lá no horizonte umas montanhas, bem longe. Coisa de mais de 100 km. Seria a mesma coisa de vc enxergar de Campo Grande uma montanha em Nova Alvorada! Ficamos pensando, mas ainda nao eram os Andes! Só uma grande montanha mesmo! Só por curiosidade, antes de JV Gonzales, na beira da estrada, tem um confinamento enorme, mais de 10 mil bois, que pertence a um político, da era Menen, e se chama Confinamento Juramento. Passamos também por muita plantaçao de soja. Assim, abastecemos, após uns 150 km de grande calor, e seguimos rumo a grande montanha. Me pareceu que daríamos a volta nela, e demos mesmo. Depois de 100 km chegamos na RN9, e pegamos à direita, para Salta. A estrada melhorou bastante, pista dupla, e seguimos uns 70 km até um trevo para Salta à esquerda, serpenteando por montanhas, fazendo umas curvas boas. Já estava cansado, mas paramos pra bater fotos das placas, é claro! Depois de 41 km de pista dupla SHOW, chegamos em Salta, às 16 hs horário local (o mesmo de Brasilia). Ou seja, chegamos cedo. Agora, enquanto digito no blog, já sao 20 hs e ainda está claro! Em um viaduto, chegando na cidade, deu pra ver atrás uma montanha monstruosa, com o pico cheio de neve! Agora sim, a Cordilheira dos Andes! Chegamos na cidade por um morro, aonde se ve toda a cidade, em uma vista espetacular, com os Andes atrás! Tem um teleférico, e várias atraçoes por aqui, pra ver amanha. Vai ser pouco tempo! Foi muito gratificante este dia, pelo final, e por termos pego pouco calor do Chaco. Paramos em um posto de gasolina excelente, e dali comecei a procurar hotel, pelo GPS e pela lista telefonica do posto. Liguei em uns 3 hoteis, todos com vaga sobrando, e fomos ver cada um, com o GPS nos levando. Que ferramenta o GPS! Está ajudando muito! Olhamos uns 3 hotéis, até achar um mais ou menos, com o preço de $100 por dia por pessoa, e perto da praça da cidade, bem no centro, e próximo de tudo, chamado de Colonial, em um prédio do século 18! Amanha vamos ter o dia livre, para descansar e passear pela cidade. Izadora, deixa que eu ligo pra casa, a cobrar, pois usar o celular aqui vai ficar muito caro! Abraços a todos, e até amanha!
Fotos:
-Encontro com o pessoal de SP, e o cara da Harley, em Pozo Quemado, a 420 km de Resistencia.
-Chegada em Salta, na estrada, com a placa ao fundo.

4 comentários:

  1. Parabéns Márcio, Hilton e Gaudencio, fico estamos todos orgulhosos de vcs, PARABENS MESMO CUMPANHEIROS.É bom ter notícia vossa todo dia, ficamos tranquilos e mais contentes, curtam mto.
    Qto à "CONTRIBUICION" amigo relaxa vc nem parece brasileiro, eu não estranharia pois os nossos "guardas" fazem isso "asta con nosoutros", por exemplo eu qdo fui pra Trans-amazônica na divisa do Pará na serra do Cachimbo foi exatamente assim o diálogo: Boa tarde, boa tarde, PM- tá indo pra onde? R: expliquei todo o roteiro; PM- e os documentos estão em ordem? RE: absolutamente todos; PM- deixa ver; mostrei ele me entregou olhou pra minha cara e para o superior dele em pé ao lado e disse: mas a "coca-cola" vc vai deixar pra gente né?
    Intonces amigo contribua, e siga curtindo a viagem, "que bamos acer?"
    Sigam com DEUS sem se esquecer dos amigos que estão viajando junto com vcs sem sair de casa.
    Grande abraço aos "TRES MOSQUETEIROS DA CONFRARIA DA MOTOCICLETA"
    JARDIM
    16/02/09.

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada, pai voce merece tudo, um grande homem como voce merece muita coisa boa. amamos muito voce. beijos :*

    ResponderExcluir
  3. PARABÉNS A VC E AOS SEUS COMPANHEIROS DE VIAGEM E TAMBÉM A TDS QUE ESTÃO ACOMPANHANDO E TORCENDO POR VCS.
    É UMA BELA VIAGEM, DAQUELAS QUE FICAM NA MEMÓRIA PARA SEMPRE.
    FIQUEM COM DEUS....
    ALFREDO MARIN

    ResponderExcluir
  4. Meu Amor, estou com saudades, que pena que nao estou aí, para nós aproveitarmos juntos, está tudo bem aqui. aproveite bastante e beba com moderação, vai anotando os lugares mais bonitos porque eu e voce e a turma animada da confraria estaremos aí em breve. beijos de sua esposa.

    ResponderExcluir

Olá! Faça aqui o seu comentário!

Quem sou eu

Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brazil
49 anos, casado, zootecnista, empresário e motociclista.