sábado, 10 de novembro de 2018

Serra, curvas e calor de 42 graus!

Dia 3: Santiago del Estero a Belén - 420 km
Ontem encontramos os amigos Eden e Sérgio Massanero, de SC, no hotel Carlos V, em Santiago. Os amigos que eu conheci no desafio Experience, do Vantuir Bopré e do Jackson, no mês de setembro/18. Muito bom isso! Fomos jantar uma parrilla, excelente, a 4 quadras do hotel, o melhor bife que comemos ATÉ AGORA na Argentina. Tomamos várias garrafas de vinho, e combinamos várias viagens de moto... rsrsrs Umas das melhores coisas de viajar de moto são estes encontros que temos, à noite, regados a vinho e cerveja. Bom demais! Fomos dormir já quase meia noite.
Acordamos as 6:00 hs da manhã, fui guardar umas coisas na moto, e fomos tomar café. O Eden e o Sérgio vão seguir para casa, como era o plano deles. Saímos do hotel às 8:50 da manhã, após toda a arrumação e acertar as diárias do hotel. Fomos em direção a Termas do Rio Hondo, La Madrid, Auberdi e Concepcion, aonde paramos para abastecer e comer alguma coisa. Rodamos 220 km. Um calor de 36 graus. Saímos de Concepcion, em direção a Andalgalá. Murchamos os pneus um pouco, e fomos. Logo começou o rípio, muito bom, e começamos a subir, até chegar a 1800 mts. A temperatura esfriou para 25 graus, as curvas em cotovelo, as paisagens muito legais, muito parecidas com a estrada da morte, na Bolívia. Paramos várias vezes para tirar fotos, e seguimos. Logo começamos a descer, e passamos por algumas vilas, rios, e começou o asfalto novamente, por uns 30 km, em um vale muito bonito. Eu e o Stefano na frente, o Ricardo e o Luis às vezes na frente também, sempre esperando e parando pra tirar algumas fotos. Após este vale, começou um rípio solto, com um pouco de areia, e pedras, muitas pedras, em uma descida sem fim, já chegando em Andalgalá. Não deu pra entender nada, a temperatura esquentou demais, de 26 foi a 36 graus em alguns minutos, e quando descemos a montanha, fomos a 1100 metros, chegou a 42 graus! Paramos em Andalgalá, uma cidadezinha bem pequena, mas até bonita, só que o calor estragou tudo, não tinha nada bom pra gente naquela hora! Seguimos em direção a Belén, a 88 km, esperando o rípio. Mas estão asfaltando, parte é desvio, parte é asfalto, a maior parte. Chegamos em Belén as 17:30 hs horário local, 39 graus cravado, e fomos abastecer e comprar algumas coisas pra comer no hotel, que reservei ontem pelo Booking, e não deve ter janta. Abastecemos, mas o Luis Aurélio teve problemas com a KTM1290, vazou gasolina do tanque por pressão, deve ser suspiro entupido. Calor demais, fui lá perto em uma loja e comprei um queijo, um vinho e azeitonas. O Luis e o Stefano também compraram cerveja e azeitonas. Saímos de Belén, e fomos atrás do hotel, que eu tinha reservado na noite anterior, mas não sabia absolutamente nada a respeito, nem se realmente era bom. Mas achamos, a 17 km de Belén, um hotel fazenda, Muito legal, rústico, mas bem equipado, o dono muito gente boa, levamos cerveja, queijo, vinho, azeitonas, etc... Fomos jantar no hotel mesmo, comer e beber tudo isso não vai ser fácil... Amanhã vamos a Vinchina, e fazer o Paso Pircas Negras. Vamo que vamo!
Seguem as fotos!
























Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Faça aqui o seu comentário!

Quem sou eu

Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brazil
51 anos, casado, zootecnista, empresário, carnívoro convicto e motociclista.