terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Mais aduana... E a Nicarágua!

Dia 16: San José/CR a Manágua/NI - 430 km
Ontem à noite eu e o Guy fomos jantar no restaurante "La Cascada", um dos mais antigos de San José, recomendado pelo amigo Alex, que estava na BMW, e aproveitei e convidei o Chris, alemão que mora nos USA (Seattle), e que também estava lá, chegando de viagem solo da América Central. Comemos uma carne top, e conversamos bastante sobre viagens, ele já fez o Alaska e deu a volta ao mundo, e sabe muita coisa. Foi legal! Voltamos para o hotel e fomos dormir, de Uber.
Hoje cedo, acordamos as 6:00 da manhã, levei umas coisas na moto, nos arrumamos, tomamos café e saímos do hotel as 7:30 hs mais ou menos. Havia uma garoa fina, 19 a 20 graus, o MM e o Recruta 02 colocaram capa de chuva, mas acabou que a garoa parou e tiveram que parar pra tirar a capa! Tem uma meia dúzia de pedágios nesta rodovia que desce para Libéria (230 km), que volta pelo mesmo caminho que viemos ontem. Cada um de mais ou menos $360 a $600 Colons, eu fui pagando na frente para todos, e ficou bom. Moto paga. Chegamos em Liberia as 10:45 hs mais ou menos, em uma estrada boa, sem policiamento, andando a 110-120 km/h. Chegando em Libéria uns 30 km é pista dupla. Paramos para abastecer, comemos uns snacks e tomamos bastante líquidos (Já estava muito calor e ventando, uns 31 graus), e saímos. A aduana em Peñas Blancas seria a uns 70 km a frente. Logo que saímos fechou o tempo e apareceu uma chuva. Paramos pra colocar capa, mas eis que a Lei de Murphy se mostrou eficiente, e não choveu... Só uma névoa fina, nem mesmo garoa poderia dizer daquilo... Logo chegamos na aduana, e tiramos as capas. Fizemos a aduana (tem que tirar uma cópia do documento da aduana da Costa Rica), e a saída da imigração da Costa Rica, e fomos fazer todos os trâmites... Enfim, chegamos lá era quase meio dia, e saímos 15:30 da tarde... Pagamos US$12 cada um pra entrar na Nicarágua, mais um seguro de US$12,00 também, fumigação, e mais umas 3 taxas... Nunca vi tanta taxa e fila... É pra acabar... Tem que ter paciência pra encarar estas aduanas daqui... É uma via Sacra! Amanhã vamos encarar novamente. Saímos de lá, ainda nos deram uma revista antes de sair, e pediram TODOS os documentos, inclusive a taxa de fumigação das motos... E fomos rumo a Manágua, pois queríamos dormir em outra cidade mais próxima da divisa, mas não ia dar tempo. Seriam uns 120 km até Manágua. Aqui parece o Paraguai! A Nicarágua é um país pobre, de gente simples e humilde, muitos animais na pista, carroças, bois puxando carretas, artesãos, canaviais, etc... É um país rural, com certeza! A estrada boa, de pista simples, MUITO movimento de carros, caminhões e motos. Andamos de boa, a 100 km/h, e fomos chegando... Chegamos em Manágua por volta das 17:30 hs, paramos em um posto para abastecer, uns carros buzinando e cumprimentando a gente, pessoal bem simpático. Puxei no GPS um hotel, e achei um Holliday Inn, hotel que já conheço e sei que é bom. Fomos pra lá, a uns 7 km pra frente. O hotel é muito bom, padrão americano, duas camas de casal grandes, excelente! Estamos aqui no restaurante, vamos jantar, e traçar a rota para amanhã. Tomando uma cerveja Toña nicaraguense, muito boa! A viagem está indo muito bem, graças a Deus! A companheirada é boa, as motos excelentes! Só a paciência nas aduanas, mas faz parte. Um abraço a todos!

7 comentários:

  1. Muito bom, lendo e falando com vcs, da vontade de fazer esta viagem.

    Se Deus quiser ano que vem vou e quem sabe alguém da turma se interessa. Linda viagem parceiro

    Seguem com Deus

    ResponderExcluir
  2. Muito bacana os relatos Márcio !!

    ResponderExcluir
  3. Blza rapaziada! Márcio obrigado por compartilhar essa experiência com os amigos e com os motociclistas em geral. Seguramente é fonte de inspiração, olha só o Pady, já esta planejando para o próximo ano! Que maravilha. As aduanas é isso mesmo, paciência. Muito precárias e burocráticas. Sigam com a proteção do Supremo Criador. Fraterno motoabraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renato já vou me programar para ano que vêm fazer, não deu para ir nessa. Motivo trabalho, não posso me ausentar mais do que 10 dias por um bom tempo

      Mas com planejamento vou conseguir

      Sonho de motociclista.

      Abç mano

      Excluir
  4. Verdade, Renato. Ver os amigos viajando nos inspira com certeza! Parece que fica mais fácil... Abraços a todos!

    ResponderExcluir

Olá! Faça aqui o seu comentário!

Quem sou eu

Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brazil
51 anos, casado, zootecnista, empresário, carnívoro convicto e motociclista.