sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Final da primeira fase!

Dia 24: Ormond Beach/FL a Key West/FL- 684 km
Acordei mais tarde um pouco, 6:30 hs, pois está amanhecendo mais tarde, às 7:00 hs, e ainda um pouco frio em Daytona, cerca de 13 graus de manhã, mas com expectativa de esquentar durante o dia, ainda mais se for descer, como eu. Arrumei tudo, a moto, e nem coloquei segunda pele nem nada. Saí do hotel já eram 8:00 hs. O Casagrande havia me ligado que estava em Orlando, e que se desse passaria lá. Mas não vai dar, não é rota, e o meu objetivo hoje é chegar em Key West, já é a terceira vez que vou em Miami e vai ser desta vez que eu vou conhecer a tal da Key West! E por isso resolvi tocar direto, com apenas uma parada no meio, antes de Miami. Mas antes parei um pouco em Daytona Beach, passei naquela famosa rua (Main Street), do encontro de Daytona, que fica cheia de motos, depois na concessionária da BMW, que ainda estava fechada (Abre às 9:00 hs), e depois, claro, no autódromo (Speedway), aonde tirei umas fotos. Segui então rumo ao sul, pela pista dupla, pra variar... 113/115 km/h, com algum vento, a moto fazendo 17 km/litro, deve ser o vento, claro!
Parei pra abastecer perto de Fort Lauderdale, comi só um Hot Dog e tomei um café, e segui viagem. Depois que passa Miami, ainda anda uns 100 km sobre o continente, e depois começam as ilhas, uma atrás da outra (todas com "Key" no nome). Clima de praia, lojas, restaurantes, barcos, pranchas, carros, tudo focado só em praias. A estrada é um show a parte, tem que andar devagar, tem horas que não pode ultrapassar, e tocar a 72 km/h (45 milhas), algumas a 97 km/h. O oceano, fica azul-esverdeado, pois já é o mar do Caribe. Muito legal! Rodei assim, o tempo meio encoberto, com mar dos dois lados, e várias pontes, algumas com mais de 12 km, por 160 km mais ou menos, até chegar no final, que é Key West. Cheguei eram 17:00 hs. Antes um pouco parei pra comer um lanche, e aproveitei e reservei um hotel pelo Booking (Seascape Inn US$185,00/apto duplo). Hotel caro, mais de R$ 600,00/diária, mas bem no centro da cidade, na verdade uma Guest House, muito bem arrumada, uma casa antiga. Fica a 50 metros da Duval Street, a principal rua da cidade. Fiz o check-in, subi pro quarto, estacionei a moto na frente do hotel, pois não tinha estacionamento fechado. Engraçado são as galinhas/galos que tem na cidade! É cheio de galinha no meio da rua! kkkk! Depois fiquei sabendo que é uma tradição do tempo dos cubanos que viviam lá, e deixaram de propósito. Achei muito legal! Só tomei um banho e já saí pra rua, pois queria comprar algumas coisas, e jantar, comer bem, depois de 2 dias comendo só lanches! Fui em um restaurante chamado "Martins" e comi uma bela de uma lagosta, acompanhada por uma cerveja que nunca havia visto antes, nem lembro o nome agora. Depois dei umas voltas na rua, comprei uns charutos (tem de monte lá, pois fica muito perto de Cuba), e fui de volta pro hotel dormir. A cidade de Key West à noite é um show a parte! Tem que ir lá pra dormir e curtir a cidade, pois tem um monte de bares, restaurantes, muita gente na rua. Muito legal mesmo!









Dia 25: Key West a Miami/FL- 245 km
Não sei porque mas dormi meio mal, acordei várias vezes durante a noite... Levantei as 6:30 e consegui sair do hotel quase 8 da manhã, e sem café da manhã! Dei uma volta de moto dentro da cidade, e fui até o marco que mostra o ponto mais ao Sul dos USA, tirar umas fotos. Depois segui o caminho de volta, o mesmo de ontem, só que hoje fez sol e o mar mais bonito. Parei algumas vezes pra tirar algumas fotos, e quase no final, já com fome, parei pra comer um sanduíche de peixe, que o anúncio falava que era o melhor do mundo! rsrsrs...
Estava muito bom mesmo! Engraçado que aqui nos USA, quase ninguém dá bola pra gente, não perguntam nada... Muito raro alguém perguntar da onde é e o que está fazendo... Hoje me perguntaram, e ontem também, mas é raro. Ficam muito admirados quando falo que vim até aqui rodando, de moto... kkkk!
Segui até o escritório da Cargo Quest, do amigo Celso, que é amigo do amigo do Celinho... rsrsrs... Em menos de meia hora, estava tudo organizado, os documentos... Bem diferente do Brasil, né?! Depois fui arrumar a moto, tirar GPS, guardar as coisas, abaixar a bolha, ver o que ia levar e o que ia ficar na moto. Me arrumei, troquei de roupa, chamei um Uber, e fui para o aeroporto alugar um carro. À tarde fui no Walmart comprar uma mala pra colocar as coisas dentro (mais uma mala em casa!), comprei umas comidas, reservei um hotel, dei uma passada no Best Buy, e agora estou aqui, me preparando para embarcar amanhã à tarde. Mas isto se der certo, pois me parece que deu um problema no vôo, remarcaram a minha passagem, sem eu saber, pois o pessoal de Jardim resolveu ficar até quarta-feira, e acabaram confundindo o meu nome com o do Xará (Marcio Monteiro)... Amanhã vou lá ver se consigo arrumar isto, e embarcar. Vamos ver! O Nelson, MM e Admilson estão chegando perto, já estão na Flórida, perto de Daytona. Devem chegar aqui amanhã final do dia.
Depois quero fazer as considerações finais da viagem, de cada etapa, de cada país, os prós e os contras, etc... Fiquem ligados, que ainda vai ter mais postagem! Hoje o amigo Glauco saiu de Campo Grande, sozinho, de Harley, pra vir até aqui nos USA... Corajoso! O blog vai servir de guia pra ele, com certeza! O bom é isso, conseguira ajudar os amigos nas viagens! Um abraço e continuem ligados!


Chegando em Key West ontem.


Cerveja que achei por lá, muito boa!


Centro de Key West

Ponto mais ao sul dos USA!

Olha a cor do mar!



Almoçando hoje...

Obra de um artista local, na beira da estrada...

6 comentários:

  1. Bacana Marcio, missão cumprida! Viagem show, sem incidentes e dentro do planejado. Agora é tomar um fôlego e preparar a segunda etapa para atingir o topo do norte! Parabéns! Vai dar tudo certo, esse contratempo da passagem é coisa pouca, se ajusta com facilidade por aí. Forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo Renato! Deu tudo certo, graças a Deus! Embarquei no dia certo mesmo, no sábado, e já estou em casa curtindo a família e trabalhando! Viajar é bom, mas voltar pra casa é melhor ainda! Obrigado por tudo, pelo apoio, pela ajuda e por nos acompanhar sempre! Grande abraço!

      Excluir
  2. Muito bom, Marcio!
    Voce teria o email do celso da West Cargo? Preciso arranjar alguem para trazer minha moto qdo chegar em Junho em Miami.
    Obrigado e continue postando a sua magnifica viagem para podermos acompanha-la.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mauro! Me desculpe amigo, acabei não mexendo mais no blog e não respondi a sua pergunta!
      Só tenho o celular o Celso, pois falava com ele pelo whatsapp. Segue o contato: +1(305)586-0943.
      Só um detalhe: tivemos muitos problemas para retirar as motos do porto de Santos! Não recomendo enviar para Santos. Envie para qualquer lugar, menos Santos. Talvez Uruguai seja uma boa pedida, você monitora o dia que a moto vai chegar no porto, chega um dia antes, recebe a moto, retira e segue para o Brasil rodando. Esta é a melhor opção na minha opinião! Não mande para Santos!

      Excluir
  3. Muito bom o seu relato, Marcio.
    Viajei no seu texto.
    Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Nelci! Continue acompanhando o blog, eu perdi até a vontade de postar, devido alguns problemas de saúde e pra retirar as motos em Santos, demorou 4 meses, e ficou muito caro, mas... Este país está perdido... Só por Deus mesmo! Mas vamos que vamos! Um abraço!

      Excluir

Olá! Faça aqui o seu comentário!

Quem sou eu

Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brazil
49 anos, casado, zootecnista, empresário e motociclista.