segunda-feira, 6 de abril de 2015

Dia 5: Jachal, Agua Negra & Ruta40!

Acordamos bem cedo, ainda escuro, apesar de 6:00 hs da manhã. Aqui, devido ao fuso, o dia amanhece às 7:30 hs. Roupa de frio, segunda pele, forro da jaqueta, etc... Saímos do hotel, que já estava pago, e não tinha café da manhã, para tomarmos o desayuno em um posto YPF/ACA ali perto. Mas o posto estava fechado ainda. Seguimos para Rodeo, a cerca de 50 km dali. Pegamos aquela estradinha cheia de curvas e pirambeiras, me lembrei na hora do ocorrido com o Pintado, que atropelou uma pedra e teve que tirar e desamassar a roda da moto dele, exatamente nestas condições: sair muito cedo, ainda escuro, e pegar estrada cheia de curvas... Mas nada aconteceu desta vez, graças a Deus! O dia amanheceu quando estávamos chegando em Rodeo, aquela vista maravilhosa do gigante, a cordilheira dos Andes! Cheia de neve, ao fundo o Paso Agua Negra. Paramos em um hotel Termal (aqui tem um monte...), para tomar o café, ótima dica do Amin, e deu certo. Pagamos $60 pesos cada um. A noticia ruim é que a minha moto começou a vazar gasolina novamente... O Jardim colocou uma flanela em cima do vazamento, para não respingar gasolina no motor, e toquei assim mesmo. Até que ficou bom! Pelo menos parou de espirrar gasolina, mas o cheiro está muito forte!
Depois do café, seguimos para o Paso Agua Negra, para fazer o bate e volta combinado. A aduana estava fechada, e o guarda que estava lá nos liberou. Rodamos mais uns km, e paramos para tirar umas fotos. Seguimos em frente, sempre subindo, com aquela vista estonteante da cordilheira à nossa frente. Tudo asfaltado até a gendarmeria. Novamente paramos e o guarda nos liberou, para irmos “até aonde a neve deixasse...” Ou seja, não está passando para o Chile mesmo! Fomos, logo o asfalto acabou, e pegamos um ótimo ripio. Quando vi já estava marcando zero grau, e quase 4 mil metros, e subindo! Fomos até um portal, com uma placa anunciando o túnel que irão fazer, não sei quando, ligando a Argentina com o Chile. Paramos, juntamos a turma, descemos, deu aquela tontura típica da altitude, fotos, e resolvemos tocar um pouco mais, para ver mais neve. E fomos indo, até o ponto em que não dava mais, pois a neve tomou a estrada. Voltei, paramos para mais fotos e fotos.
Fomos de volta a Jachal, não sem antes bater a foto oficial da viagem, com direito a oração e tudo o mais. Foi muito bom!
Chegamos em Jachal de volta, já era passado do meio dia. Tiramos as roupas de frio, abastecemos e comemos alguma coisa no posto mesmo. Aqui tem uns lanches gelados, sanduiches frios de “Jamon com queso”, que comemos acompanhado de café ou um suco. Este foi o nosso almoço hoje! Seguimos pela ruta40, sentido Chilecito. Este tramo da ruta40 eu já conheço, passamos lá em 2013, tem aquelas ondulações para passar a água da chuva, algumas tem um pouco de terra, outras tem agua, e a maioria estão limpas e secas.
Tomei um susto em uma curva, entre Jachal e Guandamol, quase cai, passei direto em uma curva, mas consegui voltar para o asfalto. Foi quase!
Chegamos em Chilecito cedo, 16 hs, e resolvemos tocar até Belén, a 230 km dali. Estamos em Belén, em plena ruta40. Aliás, hoje rodamos quase só na ruta40, e amanhã será igual, até Cachi.
Está tudo bem, graças a Deus! Estamos fazendo uma viagem muito simbólica e importante, puxada, em uma região única, e muito bonita!
Que Deus nos abençoe e proteja!

Continuem conosco!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Faça aqui o seu comentário!

Quem sou eu

Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brazil
49 anos, casado, zootecnista, empresário e motociclista.