sábado, 8 de março de 2014

Serras do Sul e retorno pra casa...

Dia 08 - Gramado a Cambará do Sul - 130 km
Acordamos, arruma moto, tomar café e se arrumar. Esta é a rotina... O Marcel e o Gaudêncio foram para Igrejinha ver roupas de couro para moto, na Tacna. O Jorginho resolveu trocar o pneu traseiro da moto dele, pois apareceu a lona. Ainda bem que achou em uma lojinha de Gramado. O Janio ficou com ele de companhia. O restante (Eu, Casão, Padilha, Ronald e Ricardo), seguimos para Cambará do Sul, por Canela. Saímos cerca de 8:00 hs, com uma temperatura de 15 graus e uma névoa fina cobrindo a cidade. Fomos subindo ainda mais, e a temperatura quase não mudou. A paisagem, típica daquela região, com araucárias, campos nativos de altitude, e curvas, muitas curvas... Muito bom de andar de moto! Seguimos direto até Cambará, chegando lá 9:30 hs. Fui direto na agência que tinha marcado o passeio no cânion, e já acertei os detalhes. Ficaram de nos pegar 11:00 hs no hotel. Seguimos para o hotel (Flat Cambará, excelente hotel, por R$205/quarto duplo). Trocamos de roupa, tomamos um lanche na padaria em frente ao hotel, e ficamos esperando. Logo apareceu o Jorge e o Janio, vieram rápido! A van chegou logo também, com mais um casal com filhos e a sogra, de Jundiaí/SP, e dali seguimos para o parque nacional Aparatos da Serra, que fica a cerca de 23 km da cidade, a estradinha metade asfalto e metade cascalho RUIM. Fomos visitar o Cânion Fortaleza, o maior deles. Na van, o clima de descontração era geral, muitas piadas e risadas, o tempo todo. Chegamos lá, e fomos encarar uma trilha à pé, de 3 km ida e volta. Tudo bem, é pouco, mas o problema é que é quase tudo subida muito íngreme, até o alto de um mirante, uma coisa muito impressionante, o tamanho do Cânion e a profundidade. Fomos até lá em cima, muitas fotos, sempre apreciando a vista. Em uma bobeira, o Jorginho torceu o pé em uma pedra, e teve que descer rápido para colocar gelo. No retorno, vimos mais mirantes, e uma linda cachoeira. No total ficamos das 11 da manhã até quase 5 da tarde no passeio. Chegamos ao hotel, banho, e fomos jantar, pois ficamos sem almoço. Fomos à pé mesmo, em um lindo restaurante, todo de madeira, com uma lareira no meio, chamado CASARÃO. Jantamos rodízio de truta e galeto ao primo canto, regado a um bom vinho tinto, uma delícia! Novamente comemos demais, e saímos de lá caindo de sono, direto para o hotel dormir, até porque lá não tinha mais o que fazer!





Jorginho torceu o pé






A imensidão do Cânion impressiona!

Até uma cobra foi vista...
Dia 09 - Cambará do Sul a Santa Cecília - 520 km
Saímos de Cambará do Sul 8:30 da manhã. Ficamos em um quarto quadruplo, eu, o Padilha, Casão e o Janio. À noite teve serenata de ronco do Janio, e o Padilha acordou brabo e já virou o arreio... Mas depois se acertaram e deu tudo certo... kkk! Como ÍAMOS dormir em Urubici, só 300 km, não tínhamos pressa. Seguimos pela rota do sol até a BR-101. Depois subimos em Morro da Fumaça, Urussanga, Orleans, Lauro Muller, para então subir a serra do Rio do Rastro. Sempre maravilhosa, com um tempo limpo e céu azul, foi muito legal! Parei no início, e fiquei por último, filmando a subida toda. Chegamos lá em cima, ficamos um pouco no mirante, e depois fomos almoçar no restante Tropeiro, a 5 km do mirante. Depois do almoço, alguns vieram me falar para tocarmos direto e pular Urubici, pois já conheciam, e que diminuiria a distância para o outro dia (800 km). Acabamos fazendo isto, e tocando direto a Lages, indo dormir em Santa Cecília, uma cidadezinha de 20 mil habitantes, a quase 1.200 metros de altitude, muito frio à noite, em um hotel meia boca chamado Modelo (R$50/pessoa qt duplo). Jantamos ali mesmo no hotel, uma comida caseira maravilhosa. Acabou sendo muito bom!
Serra do Rio do Rastro

Muitas curvas!



2 comentários:

  1. PARABÉNS PELO BLOG, E PELO ZELO EM FAZER OS RELATOS; SEI QUE DÁ TRABALHO,... MAS SAIBA QUE VALE A PENA; O SUL REALMENTE É LINDO EIM? ÓTIMA SUA ROTA. ABRAÇÃO. http://andarilhoexpedicoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Antonio! Realmente da um pouco de trabalho ficar abastecendo o Blog durante a viagem, mas um tempo depois é gostoso de ler estes relatos, é como voltar no tempo.
      Abçs!

      Excluir

Olá! Faça aqui o seu comentário!

Quem sou eu

Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brazil
49 anos, casado, zootecnista, empresário e motociclista.