sábado, 1 de março de 2014

Uruguai e Serras Gaúchas - Carnaval 2014 - Primeiros dias

Depois de uma reunião, no final de janeiro, na casa do Casão, muito bem servida a base de escondidinho de bacalhau e tudo, fechamos a "gangue" da viagem. Eu, Casão, Marcel, Ricardo, Gaudêncio, Padilha, Capitinga e Ronald. Oito pessoas... Logo depois, o Capitinga arregou, e o Janio entrou. Depois o Jorginho ameaçou ir, mas não se decidia. Não pus fé, mas no final ele foi! Fechamos em 9! Algum tempo depois, o Casão me falou que um amigo dele de Porto Alegre também iria, nos encontrando em Santa Maria. A idéia é seguir direto até Montevidéu, no Uruguai, por Santa Maria, e depois ir voltando passando em Punta e Serra Gaúcha, inclusive Cambará do Sul e Urubici (Serra do Rio do Rastro).
Primeiro dia - Campo Grande/MS - Marechal Cândido Rondon/PR - 580 km
Dia 27/fevereiro, quinta-feira, 11:30 hs da manhã, tempo fechado, já meio garoando, nos reunimos no posto Locatelli da Calógeras para a saída. Combinamos de almoçar lá mesmo, pra adiantar. Deu certo. A turma toda lá, motos e pilotos abastecidos, saímos 12:30 hs, como combinado. O Osmar Moura e o Tiago, irmão dele, foram conosco, acompanhando até Mundo Novo.
Saída do posto Locatelli em Campo Grande
Abastecemos em Rio Brilhante, e combinamos uma segunda parada em Caarapó. Depois só Mundo Novo, aonde nos aguardava o Padilha, que tinha ido na quarta, pra ver a família, que mora lá. Chegamos em Caarapó, e nada do Marcel e do Ricardo aparecerem... Fiquei preocupado, e saí de volta procurando, até quase Dourados (50 km). Mas eles tinham passado direto no posto, e ninguém viu... Perdi tempo e km... A turma seguiu para Mundo Novo, e eu segui atrás do prejuízo. O Padilha e o Ronald me esperaram em Mundo Novo, e seguimos pra lá, atrás da turma. Acabamos chegando em Marechal Rondon já quase 9 da noite. Rodei 630 km. Um banho rápido, e descemos para o primeiro jantar do grupo, agora todo reunido. Muito bom, clima de viagem, muito riso. Uma turma de amigos como esta, viajar juntos é muito bom! Fomos dormir exaustos, com o compromisso de acordar 6:00 hs da manhã no outro dia, já no horário do PR, para sair pra estrada às 7:00 hs. O Ricardo e o Gaudêncio ainda foram engraxar a corrente das motos...
Segundo dia - Marechal Rondon/PR - Santa Maria/RS - 830 km
Dia 28/fevereiro, sexta-feira, acordamos na hora marcada, e conseguimos sair do hotel exatamente às 7:10 da manhã! Um record! Amanheceu frio, 17 graus, e muita neblina. O engraçado é que na semana anterior, a temperatura estava batendo perto dos 40 graus! Frente fria vinda da Argentina, muito boa, nos ajudou, em pleno fevereiro, um friozinho destes! Viajar de moto no frio é muito melhor do que no calor, desde que você esteja bem equipado, é claro! Tocamos todos juntos, eu na frente, Padilha atrás, pois sincronizamos os GPS para evitar perdas de algum companheiro. A primeira tocada rendeu bem, exatos 200 km em 2 horas. Abastecemos e seguimos. Acabei pegando um atalho que não conhecia, o GPS meio doido, e tivemos que pegar  uma balsa para atravessar o rio Uruguai. Mas atalhamos 50 km. Foi legal, e não demorou nada.
Primeiro abastecimento em Quedas do Iguaçú/PR


Esperando a balsa...

Durante a travessia
Depois, era curva em cima de curva, e a turma se separou um pouco. Quem gosta mais de fazer curva abriu distância dos outros. Fui na frente, e formamos um pelotão de frente e outro mais atrás. Devido as curvas e muitas cidades, atrasou muito esta segunda etapa. Chegamos em Maravilha já quase 1 da tarde! Ali o segundo grupo não nos viu em um trevo, e seguiu direto, separando de vez. Mas conversamos e após o almoço nos encontramos em Frederico Westphalen, 90 km abaixo. Seguimos juntos então até Santa Maria. Chegamos ainda com sol, e fomos direto para o hotel (Appel, muito bom!). Segundo dia de viagem, o grupo ainda não pegou o ritmo, alguns nunca viajaram longe, mas achei que foi todo mundo bem. Liguei para o amigo Renato Lopes, que logo apareceu no hotel para nos acompanhar no jantar. Apesar de termos rodado mais de 800 km e estarmos todos cansados, fomos todos para o Moto Garage, um bar temático de motos, muito bom. O bar estava vazio, mas logo encheu. Comemos uns lanches, tomamos uns chopes, e lá pelas 23 hs voltamos para o hotel. O Renato está indo para Ushuaia com um grupo de amigos de Porto Alegre, e vai sair junto com a gente, só que mais cedo, rumo a Rivera. Renato como sempre muito cordial e simpático, nos recebendo em Santa Maria. Apaguei na cama, muito cansado.
Terceiro dia - Santa Maria - Montevidéu - 750 km
Acordamos às 6:15 hs, pois o café só começava às 6:45... Tomamos o café, e saímos da cidade às 7:40 hs. Frio novamente, 18 graus, muito bom! Mas o relevo mudou bastante, agora é o Pampa gaúcho, com muitas retas e poucas curvas. Seguimos todos juntos, até Rivera. Agora somos 10 motos. Juntou-se ao grupo o Zé, que trabalha com o Casão em Porto Alegre, com uma VStrom. Gente boa, já se aclimatou. Chegamos em Santana do Livramento (240 km de Sta Maria), às 10 hs. Abastecemos e fomos para a aduana. Nos perdemos um pouco, mas achamos. Chegamos lá, faltou o Padilha e o Janio. Também se perderam, mas depois chegaram. Fizemos a aduana, e um pouco de cambio. Um real vale 9 pesos uruguaios. Um litro de gasolina no uruguai está custando 41 pesos. Agora faz a conta... R$4,55/litro da gasolina... Seguimos mais 107 km até Tacuarembó, aonde paramos para abastecer e almoçar. Tudo muito caro, a maioria comeu só um lanche. O Ronald e o Jorginho foram inventar de comer uma salada do buffet e cobraram quase R$ 90,00 por uma saladinha... O Ronald quase que briga com a mulher do caixa! Estas histórias tem que ir lembrando, pois são engraçadas e os temperos da viagem!
Posto em Tacuarembó/Uruguai




Todos já muito cansados, seguimos rumo a Durazno, aonde abastecemos de novo (200 km), e enfim chegamos a Montevidéu! A cidade, bonita e limpa, sempre agrada. Abastecemos e seguimos pela orla, para conhecer. Depois fomos para o hotel, que já estava reservado. Aliás, todos os hotéis desta viagem foram reservados antes, por causa do feriado e do número de pessoas, muito alto, mais difícil de achar hotel, sem reserva.
Placa já perto de Montevidéu

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Faça aqui o seu comentário!

Quem sou eu

Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brazil
49 anos, casado, zootecnista, empresário e motociclista.