terça-feira, 2 de abril de 2013

Chilecito - Catamarca - Santiago del Estero: 580 km

Após o desencontro dos 3 amigos (Nelson, Maluf e Kikico), que passaram direto pelo posto que estávamos, saímos de Las Flores muito tarde, lá pelas 17:30 hs, rumo a Chilecito, a 300 km dali. Abastecemos em Rodeo, e logo chegamos em San José de Jachal, passando por uma estradinha horrível, muito perigosa, e cheia de remendos. No trevo da cidade, tinha um posto, aonde nos informaram que os três haviam passado um tempo ali, e seguiam à nossa frente. Nós atrás deles, e eles achando que nós estávamos na frente deles... hehehe... Pegamos um trecho de uns 100 km da famosa ruta 40, cheia de ondulações. Curioso, passa água por cima da pista, nas partes baixas das ondulações, pois não tem escoamento por baixo. Fico pensando nisto na época das chuvas intensas, deve ser muito ruim de andar ali, pois fica terra, pedras e barro nestas baixadas. Em algumas partes inclusive tinha algum barro e água correndo.
Trecho da Ruta40. Notem a ondulação na pista.
Rodamos uns 100 km deste trecho, e paramos em um posto perto de Villa Union para abastecer. Já estava escurecendo, eram passados das 19 hs, e queríamos ver a Cuesta de Miranda, uma cordilheira formada por pedras avermelhadas, muito bonita, mas não foi possível, pois escureceu rapidamente. Passamos por Villa Union, e novamente um guarda local nos avisou que os três amigos haviam passado por ali há pouco tempo. O Amin saiu como doido atrás deles, tocando a sua KTM a 150 km/h, e nós atrás, mas estava muito perigoso, muitas curvas, e começou a aparecer bicho na pista, raposas, etc... Diminuímos o ritmo para 120 km/h, e seguimos. De repente, passam por nós 3 motos, uma delas com um farol de milha quebrado, como a moto do Nelson. Mas como estava escuro, não deu pra ver direito se era ou não eles. Paramos, esperamos um pouco, trocamos idéia, e o Amado disse que não poderia ser eles, pois o rumo era o contrário, e como já haviam passado muitas motos por nós aquele dia, poderia ser outro grupo. Seguimos à frente, mas realmente aquelas 3 motos eram eles, voltando. O Rezek ficou pra trás, e os alcançou. Nós seguimos à frente, passamos por um trecho de 10 km de terra, estavam reformando a estrada, e logo paramos em uma vila, esperando o Rezek. Pensamos que ele havia caído, ou algo assim. O Marco Túlio e o Flávio voltaram, e eu, o Amado e o Padilha ficamos lá esperando. O Padilha com o pé machucado, pois tinha torcido, resolveu tocar e chegar logo em Chilecito, que estava somente a 55 km dali. Logo apareceu o Flávio de volta, dizendo que havia uns 15 km de rípio mais à frente, em uma "pirambeira", um serrinha, e que o Nelsão de Jardim não queria passar ali de jeito nenhum, ainda mais à noite, e que iria dormir em Villa Union, a uns 50 km atrás. Eu disse então que seguiria para a frente atrás do Padilha, e que dormiríamos em Chilecito, com o Amin, o Amado e o Padilha, e os esperaria no outro dia cedo. Sendo assim, o grupo se dividiu, e o Flávio, Marco Tulio, Rezek, Maluf, e o Kikico voltaram, para acompanhar o Nelson. Fui tocando com o Amado, em uma estrada realmente difícil. Já era 21:30 hs da noite, pegamos 15 km de rípio em uma serra muito ruim de passar, tinha bicho no meio da pista, burros, cavalos, e só conseguimos chegar em Chilecito quase 22 hs... Fomos direto para o hotel que estava reservado, o Amin e o Padilha já estavam lá. Tomamos um banho, e fomos jantar. Os companheiros que voltaram, penaram para achar hotel, pois Villa Union estava lotada, era feriado de sábado de semana santa. Acabaram dormindo 2 em um hospital, de favor, e 4 amontoados em um quarto só... Fazer o que?
No outro dia, acordamos 7 hs, tomamos o desayuno, nos arrumamos e saímos, para esperar os amigos em um posto, a 13 km de Chilecito, em um trevo. Eles chegaram 9:30 hs da manhã. Foi aquela gozação, o Amin chamando-os de "putitos" porque o Nelson arregou do rípio à noite, mas todos levaram na esportiva, abasteceram, e rumamos para Catamarca, afinal já era o nosso retorno para casa. Mesmo sem usar todos os quartos, tivemos que pagar o hotel de Chilecito, pois estava reservado para nós, e a cidade estava lotada...
Para Catamarca, rodamos por uma estrada praticamente só com retas, algumas montanhas no começo, mas quase só reta. Chegamos em Catamarca 13 hs, fomos para o posto do Amado, na saída da cidade, abastecemos, o Marco Tulio pegou as malas da moto dele que ficaram lá, fomos presenteados pelo Amado com azeite de oliva da região, e nozes confeitadas, realmente um show de hospedagem a recepção dos nossos amigos! Ficamos todos emocionados com a atenção e a hospitalidade deles! Depois já seguimos prontos e "listos" para uma chácara, às margens da rodovia que iríamos seguir para Santiago del Estero, nosso destino para dormir no sábado, já reduzindo o trecho até Asuncion em 230 km. Chegamos na chácara, o irmão do Amado e o José, dono do local, estavam lá nos esperando com o almoço pronto, um "asado" excelente, comida, bebida, tudo muito especial.
O amigo Amado Menen, nosso anfitrião, junto com o Amin


Todos se organizando a arrumando as motos
Um bando de viciado em celular e internet...

Maluf e a sua cerveja sagrada...

Outro viciado...

Mais um...

Ganhamos alguns "regalos" do Amado: azeite e nozes confeitadas!

A turma toda reunida, só faltou o Amin. Olha a cara do Padilha! kkk!

Na chácara aonde almoçamos

O irmão do Amado, e o José, dono da chácara

Almoço, um maravilhoso "asado", com salada!

Foto de despedida. De vermelho, o Amin, uma figuraça!
Após o almoço, ficamos lá descansando e conversando até às 16 hs, quando saímos para percorrer os 200 km que restavam para chegar em Santiago del Estero. Chegamos lá 18:30 hs, abastecemos e fomos direto para o hotel Carlos V, muito bom, em frente à praça principal da cidade. Santiago del Estero é a capital da província de mesmo nome, cidade grande e muito movimentada. Perto de lá tem as Termas do Rio Hondo, famosas. Gostamos muito da cidade e do seu movimento. Alguns foram para a piscina do hotel, outros foram tomar cerveja, outros foram jantar, outros dar uma volta pelo comércio local, mas todos já se preparando para encarar os 950 km até Assunção, no Paraguay, o nosso destino para domingo.
A catedral de Santiago del Estero. Linda!

A turma da cerveja, confraternizando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Faça aqui o seu comentário!

Quem sou eu

Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brazil
49 anos, casado, zootecnista, empresário e motociclista.