terça-feira, 2 de abril de 2013

Santiago del Estero - Asunción - Campo Grande: 1.720 km!

Nos encontramos no café às 6:30 hs, e saímos de Santiago del Estero às 8 hs da manhã. Friozinho gostoso, 20 graus, seguindo pelo mesmo caminho que viemos. Dia longo, muitas retas e logo o calor chegou com força! Paramos em Quimili para abastecer, depois de rodar 200 km. Não tinha "nafta" no posto YPF. Mas tinha em outro posto, dentro da cidade. Fomos para lá. De lá, rodamos mais 135 km e paramos em Charata, para abastecer novamente e comer alguma coisa, pois já eram 11:30 hs. De Charata paramos um pouco em Roque Saenz Peña, para tomar uma água. O Marco Tulio e o Padilha seguiram à frente, até Resistencia, aonde nos reencontramos.
Margarita Belén, tema de um lindo chamamé...
De Resistencia até Formosa fomos todos juntos, novo abastecimento, e de Formosa até Clorinda deu a sapituca no Nersão, que resolveu andar a 200 km/h e chegar na frente, pra não andar à noite... Vai entender... O que é mais perigoso, andar a 200 km/h ou à noite?! kkk! Chegamos, tbm não tinha gasolina no posto YPF, e tivemos que fazer o último abastecimento em solo argentino em um outro posto, mais à frente. Como o peso argentino se desvalorizou, a gasolina lá hoje está custando cerca de AR$ 7,80 pesos, ou cerca de R$ 2,22/litro. Ficou barato, além de ser bem melhor do que a nossa, pura e sem àlcool... Fizemos a aduana, o Nersão já estava lá nos esperando e ficou cuidando das motos. Por acaso do destino estava vazia, pois aquilo ali vive cheio e é uma bagunça... Talvez por ser domingo. Seguimos os 45 km restantes para chegar em Asunción, pedi no GPS o hotel Sheraton, top de linha, só pra ver quanto estava. Fizeram a US$ 160/quarto doble. Vai este mesmo... Último dia da viagem, sobrou $$ vamos aproveitar um pouco... Excelente hotel! Tomamos um banho rápido e saímos, o primo do Rezek, o preto, nos acompanhou, até o Passeio das Carmelitas, um local nobre, cheio de bares e muito legal de Assunção. Jantamos sanduíches mesmo, regados a chopes e muita conversa animada. Fomos dormir já era meia noite.
Na segunda cedo, tomamos o café 7 hs, e a maioria queria ir na concessionária BMW para conhecer e comprar alguma coisa, pois é bem mais em conta do que aqui no Brasil. Acabou que lá não tinha quase nada em estoque, comprei só uma luva, e 9 hs seguimos para ir embora.
Na BMW de Asunción, no Paraguay

Todos queriam alguma coisa, mas não tinha nada...
Passamos em outra oficina, o Klein Motos, pois as motos do Flávio, do Rezek e do Marco Túlio estavam lá, fazendo manutenção nas rodas, pneus, trocando óleo, etc... Como já era tarde, 10 hs, MUITO CALOR (35-36 graus), resolvemos ir tocando em frente, eu, Padilha, Maluf, Nelson e Kikico, e o Marco Tulio, Rezek e Flávio ficaram pra ir mais tarde. Nos despedimos e fomos seguindo por aquele trânsito caótico da saída da cidade, por Límpio, Embozcada, Santa Rosa, etc... Depois de rodar uns 220 km, paramos na churrascaria Boi na Brasa, que é de um brasileiro, ao lado de um posto. Já abastecemos, e almoçamos lá, um belo de um churrasco e finalmente, depois de 9 dias, arroz com feijão... Como é bom! rsrsrs... O calor muito forte, apertamos um pouco mais o ritmo para 140-150 km/h, até chegarmos em Ponta Porã, às 15 hs. 
Na aduana em Pedro Juan Caballero, a saída do Paraguay
Fizemos a saída do Paraguay na aduana, abastecemos e continuamos a viagem, por Vista Alegre. O Maluf e o Kikico pararam em Sidrolândia para tomar um suco, e eu e o Padilha continuamos. Cheguei em casa às 18:45 hs em ponto. Viagem terminada, a família veio me receber, tudo correu bem, graças a Deus, Nossa Senhora nos protegeu e nada de grave nos aconteceu!
Foi um grande prazer rodar acompanhado de tantos amigos, e fazer uma viagem desta magnitude com tão boa companhia! Atravessamos dois pasos, em rípio, um grande desafio, que pouca gente fez até hoje, pelo menos dos que eu conheço, e nada aconteceu, em tantas motos! Isto é muito bom! A recepção dos amigos de Catamarca também fez toda a diferença, foram grandes companheiros, com certeza temos novos amigos, fizemos grandes amizades, que ainda irão resultar em outras viagens e conquistas.
Esperamos vocês aqui, amigos argentinos! Amado, Amin, e todos meus queridos amigos, meu sincero MUITO OBRIGADO! E me desculpem pelas falhas, erros e às vezes falta de algo, durante a viagem...
Abraços!

2 comentários:

  1. SHOW DE BOLA MARCIO,LINDAS FOTOS VIAGEM 100%, DEPOIMENTOS E RELAROS PERFEITOS.
    PARABENS

    ResponderExcluir
  2. Olá Márcio,

    Parabéns pelo blog. Gostei de tudo. No mesmo dia que vcs chegaram vi as fotos com o Carlos Eduardo. Viajar, desbravar novos horizontes, culturas diferentes é sempre muito bom principalmente quando estamos na companhia de amigos.
    Felicidades!
    Teresa Cristina (irmã do Maluf)

    ResponderExcluir

Olá! Faça aqui o seu comentário!

Quem sou eu

Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brazil
49 anos, casado, zootecnista, empresário e motociclista.