sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

As motos importam?



Nossas motos são apenas os meios para as nossas viagens, muito importantes (que o diga quem paga a mensalidade todo mês!), e com certeza cada um com os seus gostos, a sua máquina, própria do seu estilo. Mas, para esta viagem, ou qualquer outra, o estilo, marca, beleza e tamanho da moto não importam. O que importa é o companheiro de viagem! Escolhemos um roteiro 100% de asfalto, que pudesse ser feito por qualquer moto, desde é claro que tivesse uma cilindrada mínima para acompanhar o grupo, a 120-130 km/h carregada, ou seja, pelo menos 500-600 cc. O grupo confirmado até agora é composto principalmente por motos Bigtrail BMW e Suzuki. Outros interessados na viagem, que possuem motos custom ou street, podem tranquilamente nos acompanhar nesta viagem, sem qualquer problema. O propósito do grupo é andar com tranquilidade, conhecendo a região, evitando estradas de terra, e andando com absoluta segurança. Um possível problema a ser considerado é a autonomia das motos, uma vez que existem alguns trechos no Chile que às vezes ultrapassam 300 km sem postos de gasolina. Mas mesmo este problema pode ser resolvido, carregando-se um pequeno reservatório de combustível na moto. No mais, todos os companheiros são bem vindos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Faça aqui o seu comentário!

Quem sou eu

Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brazil
49 anos, casado, zootecnista, empresário e motociclista.