domingo, 11 de março de 2012

MSBDR! E que estréia!

Há algumas semanas atrás, em um sábado do final de feriado de carnaval (25/fevereiro), fizemos o que poderíamos chamar de, o primeiro MSBDR (Mato Grosso do Sul Backcountry Discovery Route, ou Rota de Descoberta do Sertão Sul Matogrossense). Rodamos no total uns 300 km ida e volta. Fomos até a cidade de Aquidauana, já na entrada do Pantanal, só que por caminhos alternativos, entrando pelo distrito de Palmeiras, e passando por Piraputanga e Camisão. Ali subimos o morro do Paxixi. É uma estrada parque, que passa ao lado dos trilhos da ferrovia, conhecida como "Trem do Pantanal". Todo o trecho de terra não deve passar de uns 40 km, com trechos de cascalho, pedra e um pouco de areia.
Até aí tudo bem. O problema é que CHOVEU MUITO, meia hora antes da gente passar! Caiu um dilúvio, e a gente a caminho, vendo tudo. Paramos em um restaurante, fizemos um lanche, e assim que passou a chuva, resolvemos ir assim mesmo... Aí é que eu vi que eu estava mal acompanhado, de um bando de doidos! Fabiano e Flávio com 2 VStromDL1000, Maluf com 1 GS800 e Marco Tulio com 1 Teneré660). Os caras não desanimaram com a chuva, e eu tbm não né?! Fazer o quê?! Agitei a semana toda e agora ia cair fora?
Fomos encarar. Acabou-se o asfalto, e começou a terra. No inicio cascalho, mas logo começaram as poças e um barrinho aqui e ali. A vantagem daquela região é que o solo ali é mais arenoso mesmo, e tem pedras embaixo. Apesar do barro, as pedras seguravam e não deixava escorregar.
No inicio, era somente o cascalho

Morro típico da região de Aquidauana

Marco Túlio e sua Teneré 660

Fabiano com a VStrom

Maluf - GS800


Alguns trechos estavam mais secos

As pontes todas de madeira

Mas o barro estava na maioria da estrada...
Aqui estava liso...
Em Camisão, subimos o morro do Paxixi, não sem antes atravessar um monte de poças, algumas com mais de 10 metros de água, sem saber o que tinha embaixo. Mas passamos tranquilo, sem problema algum. Já subindo, atravessamos um riacho, sobre umas pedras. Paramos em uma fazenda de um amigo, tomamos um café e demos uma descansada. Fomos até a antena que tem lá em cima, e nos mirantes tirar umas fotos.
Levamos segurança para cuidar das motos...

Turma boa: Flávio, Maluf, Marco Tulio e Fabiano


Vista de cima do morro do Paxixi, perto da antena

Flavio fazendo as honras na foto

Almoço, já passado das 16 hs!

Chegada em Campo Grande, no final da tarde
Fomos almoçar já era passado das 4 da tarde! A fome era grande, estávamos cansados, mas a cabeça totalmente descansada. Só olhava a moto e pensava: que pessoa põe uma moto de R$ 90 mil, novinha, com 2 mil km, pra rodar em barro assim? hehehe! Mas valeu a pena, mais um pouco de experiência para o meu pequeno currículo off-road.
Estamos planejando outras rotas, sempre com trechos de terra, mas acho melhor esperar o final das chuvas...

Um comentário:

  1. Show de bola Marcião!!!
    Tô pronto pra outra e de preferência nas águas mesmo!!! hehehehe.

    Abração.

    ResponderExcluir

Olá! Faça aqui o seu comentário!

Quem sou eu

Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brazil
49 anos, casado, zootecnista, empresário e motociclista.